“f. digita o barulho das teclas enquanto j. fala”, de Frederico Klumb

não durmo
tampouco penso
na estranha morte
de Ana Mendieta
tua filha que não nasceu
nem no deus desnudo
debaixo da cama
estou aqui
não faz frio
há poucas coisas
que garantiriam
minha melancolia
mas estou aqui
estou
a meio metro de distância
por trás da luz
da tela
enquanto você
segura minha queda
e caso a água inunde a cena.

 

Publicado nos Cadernos do CEP
volume 7, outubro de 2017

Deixe um comentário

Arquivado em Poesia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s