“Grafia 1”, de Fiama Hasse Pais Brandão

Transcrevo, pensando na obra de Augusto Boal e no seu interesse por poesia, este excepcional poema de Fiama Hasse Pais Brandão:

 

Água significa ave

se

a sílaba é uma pedra álgida
sobre o equilíbrio dos olhos

se

as palavras são densas de sangue
e despem objectos

se

o tamanho deste vento é um triângulo na água
o tamanho da ave é um rio demorado

onde

as mãos derrubam arestas
a palavra principia

4 Comentários

Arquivado em Poesia

4 Respostas para ““Grafia 1”, de Fiama Hasse Pais Brandão

  1. cecilia thumim boal

    lindissimo Eduardo! e muito belo associar Boal à poesia, poucas, muito poucas são as pessoas que sabem disso
    Cecilia

  2. Pingback: “Grafia 1″, de Fiama Hasse Pais Brandão | Instituto Augusto Boal (blog oficial)

  3. jorge

    “Grafia 1” foi publicado em “Morfismos”, “Poesia 61”. Em “Três rostos”, 1989, Fiama escreve-lhe a palinódia:

    Quod Nihil Scitur

    Água significa ave isto é
    a forma de exprimir a parte míni-
    ma das essências. Diminuir a área da
    imagem. Mas profusa. Separando
    nomes. Dividir o abstracto
    em fotões. Nomear para viver
    parcimoniosamente na lite-
    ratura. Paradoxo causado pela Ode.
    Pela Presença.
    Frase, fruto do texto passageiro. Olhar
    para as palavras. Ver o vazio a pre-
    encher-se linearmente. Erro ino-
    cente. Um equívoco pictográfico.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s