Manuscrito Voynich

Extraído do blog Mundo Tentacular:
Associated Press – O segredo de um dos mais misteriosos e intrigantes documentos medievais pode estar finalmente prestes a ser desvendado. Especialistas em idiomas e criptografia da Universidade de Yale nos Estados Unidos e linguistas da Universidade de Lyon na França, afirmam ter decifrado o código oculto no enigmático Manuscrito Voynich um livro único, escrito em um idioma até então desconhecido.

Segundo os especialistas o curioso alfabeto curvelíneo no qual o documento foi originalmente escrito é uma variação pouco conhecida do Devanagari, o alfabeto usado no idioma sânscrito.
Recentemente foram encontrados em escavações na Ásia Menor tábuas que permitiram fazer uma relação linguística dessa variação com o grego clássico.

“É possível que essas tábuas tenham sido usadas por comerciantes ou mensageiros na antiguidade, assim como a famosa Pedra de Roseta que permitiu traduzir os hieróglifos do antigo Egito” explicou o professor Henry Targieam da Universidade de Yale, um dos chefes da equipe que está realizando os trabalhos.
“As tábuas continham algumas palavras e a tradução aproximada em grego clássico. Foi um longo trabalho para relacionar as fontes, mas estamos satisfeitos em anunciar que tivemos êxito, ainda que o processo de tradução não tenha sido concluído”.
O Manuscrito Voynich sempre foi tratado como um grandioso enigma medieval. Trata-se de um curioso volume descoberto em 1912 pelo livreiro Wilfred Voynich, cujo conteúdo distribuído ao longo de 234 páginas jamais foi decifrado. Segundo os rumores ele teria sido escrito pelo erudito inglês Roger Bacon no século XIII. Bacon ficou conhecido pelos estudos e experiências relacionadas às artes mágicas e era tido como uma espécie de cientista ou mago em sua época. O manuscrito teria chegado às mãos de outra figura famosa no mundo do ocultismo, o médico da Rainha Elizabeth I, John Dee, que o teria presenteado ao Imperador Rodolfo II por volta de 1584.

O conteúdo do Manuscrito sempre foi objeto de controvérsia. Para alguns estudiosos ele seria o diário secreto de Bacon enquanto outros apostavam que ele seria o livro onde o filósofo anotava suas experiências em um idioma próprio a fim de afastar curiosos e censores religiosos. John Dee teria conseguido decifrar trechos do Manuscrito usado como base em seus compêndios ocultos. Mas nenhuma dessas suposições jamais foi confirmada.
O Professor Targieam preferiu não comentar sobre os trechos já traduzidos do Manuscrito, o conteúdo será revelado quando todo o trabalho for concluído. Uma das metas é terminar a tradução no centenário da descoberta do Manuscrito em Fevereiro de 2012.
Ele, no entanto, adiantou que o Manuscrito versa sobre folclore e uma peculiar mitologia antiga, da qual se sabe muito pouco ainda.
“A revelação do conteúdo do Manuscrito Voynich será um acontecimento de suma importância e temos certeza que receberá a devida atenção da comunidade acadêmica”. disse o professor.
Enquanto isso podemos apenas aguardar ansiosamente por mais notícias.

Deixe um comentário

Arquivado em Arquivo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s