“Canção de mim mesmo” – Walt Whitman

[…]

Creio que uma folha de relva não é menos que a jornada das estrelas,
E a formiga é tão perfeita, e um grão de areia, e o ovo da galinha,
E a rã é uma obra-prima para o altíssimo,
E a trepadeira de amoras-pretas podia enfeitar os salões do céu,
E a mínima junta de minha mão humilha qualquer máquina,
E a vaca pastando de cabeça baixa supera qualquer estátua,
E um camundongo um milagre suficiente pra confundir sestilhões de infiéis,
E a cada tarde de minha vida eu voltaria a ver a filha do fazendeiro fervendo sua chaleira e fazendo bolo.

[…]

[Folhas de relva. Tradução de Rodrigo Garcia Lopes]

4 Comentários

Arquivado em Poesia

4 Respostas para ““Canção de mim mesmo” – Walt Whitman

  1. jdlucas

    Muito bonito.

  2. Walt é um genio. Onde posso encontar o poema Canção de mim mesmo completo na net ?

  3. jordana

    ameii,e adorei ele ser mencionado no cidades de papel!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s