Os cadernos de Agatha Christie

O irlandês John Curran analisou, durante 4 anos, os 73 cadernos de rascunho de Agatha Christie. Segundo Curran, as anotações são caóticas: às vezes, encontram-se rascunhos de um livro e páginas adiante Agatha Christie começava a escrever outro livro, sem concluir o anterior. Há rascunhos de obras que, por fim, não foram mesmo concluídas. Contudo, a confusão das anotações não vem apenas daí. Explica Curran: “No meio dos rascunhos, havia, por exemplo, listas de presentes.” Segundo a matéria da Efe, reproduzida no site do jornal Folha de S. Paulo, com “exceção de seis livros, todos os romances da escritora são abordados nos cadernos. O trabalho de Curran nos permite saber, por exemplo, que em O caso dos dez negrinhos – o livro policial mais vendido de todos os tempos – a autora pensou, a princípio, em contar com oito personagens, depois 12 e finalmente os dez da história original”.

1 comentário

Arquivado em Arquivos

Uma resposta para “Os cadernos de Agatha Christie

  1. Pingback: Lumos « { Bibliophile }

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s